4 thoughts on “ENTRELAÇANDO A POESIA

  1. Como sempre um ROMANTICO á moda antiga.

    O que seria a vida sem Amor.

    Eu tento me prender me segurar na paz na lucidez, não sofrer com sua insensatez.
    Porém é cada vez mais difícil fugir, escapar desse amor maluco, sem jeito sem paz..
    Quando vem a noite e tu novamente me encontras me abraças me amas…
    Sei que perdi mais uma noite, entre os lençóis e teus abraços, nos amamos… tenho te amado demais, sem poder, sem querer me entrego ao seu sexo selvagem.
    sem medidas, regras me acabo no teu corpo, na boca, no seu gozo… Isto ´é o amor…Beijo da amiga… M.A.

  2. Quem precisa de lucidez quando ama?
    O amor é um sublime sentimento,quando dois corpos, se entregam para saciar os sonhos e viver a realidade numa união de descobretas e desejos.
    Uma entrega mútua,intensa . Mas muitas vezes, sonhos… sonhados .Mas mesmo assim vividos.
    Um grande ,grande bj a voce.
    Maria Angela.

  3. Adoro todas poesias que escreves!
    Cada uma delas me faz sentir a verdadeira poesia dos sentimentos…os vividos e os que virão!!!
    Bjsss com carinho
    Ângela

  4. Nada é pequeno no amor.
    Aqueles que esperam por grandes ocasiões para demonstrar a sua ternura,
    não sabem amar.
    Se a luz é o primeiro amor da vida, não será o amor a luz da vida?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s