SUPER LUA 19 MARÇO DE 2011

Super Lua em 19 de março de 2011:
Nova ameaça espacial à Terra?

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Em 19 de março os habitantes do “planeta azul”
verão a face visível do satélite “natural”
em oportunidade ímpar.
Segundo afirmam os cientistas nessa noite a lua
estará no perigeu (ponto da sua órbita elíptica
que está mais próximo do centro da Terra)
e se aproximará a uma distância de 356.600 km,
um fenômeno que normalmente ocorre uma vez
em cada várias décadas.

Mesmo a olho nu a partir da Terra vai parecer
que a Lua crescerá, porque o tamanho angular
do disco lunar no céu alcançará 0,56 graus,
o que visualmente é 10% maior do que o habitual.

Segundo comentários da imprensa,
o evento astronômico foi apelidado de “Super Lua”
e poderia causar terremotos, maremotos,
atividades vulcânicas e outras catástrofes naturais.

A influência da Lua sobre a Terra no momento
do perigeu de 19 de Março, terá um efeito superior
ao normal, mas não há motivo para esperar
nenhuma catástrofe relacionada a este evento,
comentou o cientista do Instituto Astronômico
Shternberg da Academia de Ciências Rússia,
Vladimir Surdin.

O cientista explicou que, em geral, a Lua
exerce uma influência considerável sobre a Terra,
causando distorções nos oceanos (isto é, das marés)
e na crosta da Terra (a chamada “maré da Terra”).
Mas isso acontece regularmente: duas vezes
a cada 24 horas a superfície da Terra sobe e desce
cerca de meio metro. Este efeito aumenta em 30%
durante os períodos de lua cheia e lua nova,
quando o satélite se alinha com o Sol no mesmo lado
ou em lados opostos da Terra e a influência
do “astro rei” é adicionado à Lua.

Coincidentemente teremos lua cheia em 19 de marco de 2011.
“Nesse dia a Terra realmente experimentará
um efeito quase máximo da maré”, confirma o cientista,
acrescentando que este efeito não será de magnitude máxima
porque a distância entre a Terra e o Sol não será mínima.

No entanto, os geofísicos sabem que há uma fraca
correlação entre o movimento da lua e os terremotos,
por isso, pode-se esperar um ligeiro aumento
na atividade sísmica em torno do dia 19 de março,
advertiu Surdin.
“Mas não espere nada catastrófico”, disse ele.

O especialista explicou também que a órbita da Lua
não é perfeitamente elíptica, mas é muito mais complexa:
a distância média da Terra à Lua é de cerca de 384 mil km
e sua oscilações mensais são apenas 5% em média.
Estas oscilações periódicas somam-se às agitações
em sua trajetória, que geralmente são causadas pela atração
gravitacional do Sol.
No entanto, o satélite nunca se afasta da Terra
mais de 406.700 km e não aproxima mais que 356.410 km.

“Antes do advento dos computadores modernos,
os cálculos da órbita lunar eram um dos problemas
mais difíceis da mecânica celeste.
Hoje em dia podemos prever o movimento da Lua
para muitos anos com a precisão de um metro”,
acrescentou o cientista.

Apesar de todas as afirmações do referido cientista,
a aproximação da Lua combinada com grande tempestade
geomagnética que está sendo registrada nestes dias,
está sendo considerado por diversas fontes
como uma possível causa do terremoto
que devastou áreas do Japão no dia 11 de março.



Fonte: RT (Rússia)
 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s